Esta intervenção visou reabilitar e adaptar a novos usos um conjunto de edifícios que, a partir de certa altura, se foram cruzando ao abrir passagens, ao ligar espaços, ao sobrepor pisos existentes, ou ao introduzir um fogão de cozinha monumental num edifício de origem modesta. O resultado era uma estrutura labiríntica constituída por uma amálgama de diferentes origens temporais que a intervenção procurou resgatar para usar como habitação, escritórios e lojas. Esta intervenção assumiu-se, assim, como mais uma alteração na sequência das anteriores, mas mantendo os valores materiais e espaciais existentes e introduzindo uma nova estrutura portante, de apoio às frágeis paredes existentes, cruzando a sua rítmica complexa com uma espacialidade mais pautada e procurando a justa relação entre o que permanece e o que se transforma.

COORDENAÇÃO

Rui Reis Alves

Teresa Belo Rodeia

EQUIPA

arquitetura

Francisco Plácido
Rui Branco
Tiago Gomes
Ricardo Gonçalves
António Castanheira

ESPECIALIDADES

Estrutura - Alcides Colaço, EPO lda
Águas - Alcides Colaço, EPO lda
Esgotos - Alcides Colaço, EPO lda
Instalações eléctricas - Jaime Ramalho
Telecomunicações - Jaime Ramalho
Gás - José Moniz
Arqueologia - Jaqueline Pereira, EDIESTREITO

PROMOTOR

Ordem Terceira de São Francisco de Leiria​

CONSTRUTORA

EDIESTREITO

FOTOGRAFIA

José Miguel Figueiredo

Reabilitação e ampliação de um conjunto de edifícios no Centro Histórico de Leiria (I)

2002 - 2006

Prémio Korrodi de Arquitetura 2008 - 1º lugar