Casa em Azóia, Sesimbra

2001 - 2004

A casa foi construída numa zona costeira, num lugar magnífico, dotado de grande amplitude visual, mas assolado por ventos constantes. Assim, assumiu-se como princípio para o projeto, a caixa, como elemento protetor. Este princípio concretiza-se numa caixa exterior – um muro de betão – que envolve uma segunda – a casa propriamente dita, definindo-se entre elas um espaço intersticial interior/exterior. O núcleo da casa contém outros espaços exteriores que ajudam a fragmentar o seu volume e criam zonas de estadia protegida e se associam ao jogo visual entre interior e exterior. O volume espacial do núcleo comprime-se ou distende-se entre lajes horizontais que se interrompem nos espaços exteriores referidos.
O sítio da implantação definiu uma posição e cota que o movimento da topografia envolvente ultrapassa, de modo a diminuir o impacto do edifício na paisagem mas permitindo observar o mar através do enfiamento do vale, a poente, e possibilitando abrir a casa a sul.

COORDENAÇÃO

Rui Reis Alves

Teresa Belo Rodeia

Maria João Soares

EQUIPA

arquitetura

Tiago Gomes
Rui Branco
Márcia Serafim
António Castanheira
Francisco Plácido

ESPECIALIDADES

Estrutura - Alcides Colaço, EPO lda
Águas - Alcides Colaço, EPO lda
Esgotos - Alcides Colaço, EPO lda
Instalações eléctricas - Silva Rosa
ITED - Silva Rosa

CLIENTE

Particular

CONSTRUTORA

Construtor José Lourenço Quitério

FOTOGRAFIA

José Manuel Rodrigues