Este edifício, para uma unidade do Instituto da Droga e Toxicodependência (entretanto extinto) – construído na sequência de um concurso de concepção/construção realizado em parceria com a construtora Cobeng –, situa-se numa zona consolidada de Agualva/Cacém, embora a parcela onde foi construído se caracterize pelas suas difíceis condições: um lote de forma triangular com uma área exígua para o programa exigido e acesso a duas cotas diferentes, rodeado por muros altos de traseiras dos lotes vizinhos… um verdadeiro puzzle tridimensional.
Assim, o edifício possui uma configuração complexa, sendo que o volume térreo e o elevado têm um recorte bastante diferente entre si, embora com área idêntica.
De modo a potenciar a luz e a unidade espacial, todo o interior é branco, enquanto, em contraste, todo o exterior é de cor cinza – à excepção do pavimento, em betão poroso, vermelho – de modo a homogeneizar o volume e a reduzir, simultaneamente, a percepção da sua dimensão no contexto exíguo em que se insere.

COORDENAÇÃO

Rui Reis Alves

Teresa Belo Rodeia

EQUIPA

arquitetura

Janine Ribeiro

Pedro Mateus

ESPECIALIDADES

Estrutura - Alcides Colaço, EPO lda
Águas - Alcides Colaço, EPO lda
Esgotos - Alcides Colaço, EPO lda
Instalações eléctricas - Domingues Cardoso, DC consultores
Telecomunicações - Domingues Cardoso, DC consultores
Segurança contra incêndio - Domingues Cardoso, DC consultores
Acústica - José Moniz
Térmica - José Moniz
AVAC - José Moniz
Arquitectura paisagista - José Veludo, NPK

PROMOTOR

Ministério da Saúde

CONSTRUTORA

Cobeng Construtora

DIRECÇÃO TÉCNICA

José Marouca/António Nunes

FISCALIZAÇÃO

Alves Lopes

FOTOGRAFIA

José Manuel Rodrigues

Centro de Apoio e Tratamento – IDT, Agualva

2009 - 2011

Vencedor de concurso concepção/construção